Sobre o Jogo

O que é o jogo?    
O jogo “Água em jogo”, simula os impactos das ações do homem sobre os recursos hídricos de um bacia hidrográfica. O desafio lançado é garantir que água em quantidade e qualidade sejam distribuídas de maneira adequada, afim de atender as necessidades das áreas residenciais, industriais, comerciais e rurais, além disso, garantir o abastecimento para as futuras gerações.

“Recurso hídrico” é a água. Simples assim! Tanto as águas superficiais (de rios, córregos, etc), como as subterrâneas, disponíveis para qualquer tipo de uso. A Água é um recurso fundamental para sobrevivência e precisa de atenção. Para garantir o acesso de todos os brasileiros à água, foi criada a Leis das Águas (Lei nº 9.433), que institui a Política Nacional de Recursos Hídricos. 

Conheça mais sobre a Lei das Águas:
http://www2.ana.gov.br/Paginas/imprensa/Video.aspx?id_video=79

Bacia Hidrográfica é uma área drenada por um rio principal e seus afluentes (rios menores). Que tal uma pesquisa para conhecer a qual bacia hidrográfica sua casa faz parte?

Conheça mais sobre Bacia Hidrográfica: 
http://www2.ana.gov.br/Paginas/imprensa/Video.aspx?id_video=80

Qual o objetivo do jogador?
O jogador é desafiado a gerenciar, de forma sustentável, os recursos hídricos de uma bacia hidrográfica, dessa forma, pretende-se conscientizar o público, à respeito dos conflitos e dificuldades relacionados ao uso e conservação das águas, despertando o interesse no assunto e formando novas lideranças entre os jovens. 

Qual a dinâmica do jogo?
O jogo terá duração de 30 minutos, tempo no qual são representados em 4 anos fictícios.

A cidade está crescendo e a demanda por água também. Por isso, seu desafio é garantir:

  • Água em Quantidade: seca e escassez não é legal, não deixe faltar água.
  • Água em Qualidade: não basta ter água, ela precisa ser boa para consumo e demais usos.
  • Dinheiro em caixa: sem dinheiro, você não consegue fazer melhorias.

A mecânica do jogo é a tomada de decisão, ou seja, o jogador será colocado frente a conflitos e terá que realizar análises, optando pelo que traga os melhores resultados. 
A cidade é formada por áreas residenciais, comerciais, industriais, rurais, de irrigação, de lazer e de preservação. Muitos investidores estão querendo investir na cidade e você, como gestor da água, terá que auxiliar na escolha dos melhores empreendimentos.
Para analisar o melhor empreendimento para a área, você terá os seguintes seguintes indicadores:

  • Consumo: quantidade de água utilizada pela área.
  • Retorno: quanto da água consumida retorna para o meio ambiente.
  • Poluição: danos causados à qualidade água. 
  • Arrecadação: valor recebido pelo uso da água. 

Ferramentas 
As Ferramentas são usadas para acompanhar o uso da água por parte dos empreendimentos, ou seja, estão diretamente ligadas o indicador de quantidade de água.

  • Fiscalização: objetiva identificar possíveis irregularidades no uso da água. No “mundo real” a fiscalização é uma atividade da Agência Nacional de Águas (ANA), que busca promover a regularização e o uso múltiplo das águas. Seu objetivo primordial é oferecer orientação do usuário, a fim de prevenir condutas ilícitas – mas, quando necessário, também apresenta caráter repressivo, com a adoção de sanções previstas na legislação. No game, é você, jogador, quem tem a tarefa de realizar a fiscalização nos empreendimentos. Investir em fiscalização terá um custo, mas é a melhor forma para você identificar e corrigir irregularidades no uso da água – e com isso você ganha. Porém, se naquele empreendimento não havia nada de errado, você perdeu dinheiro.
  • Outorga: É a autorização para o uso da água. Sabemos que todos precisam de água. Empreendimento grandes, como indústrias e fazendas, que demandam muita água, precisam de uma autorização para usar a água de um rio. Essa autorização é expedida pelo poder público. O direito de uso tem prazo determinado. A outorga é o instrumento pelo qual é possível fazer um controle quantitativo e qualitativo dos usos da água. Esse controle é necessário para evitar conflitos entre usuários de recursos hídricos e para assegurar-lhes o efetivo direito de acesso à água. No jogo, você poderá permitir ou tirar a outorga no momento que julgar necessário. Se você emitir a Outorga, o empreendimento estará consumindo água. Se você tirar a outorga, o empreendimento está proibido de usar a água do rio e portanto, deixará de funcionar. Você perceberá que o desenho ficará em tom mais escuro. Mais sobre Outorga: https://www.youtube.com/watch?v=FsgkXCf3bic
  • Cobrança: É o pagamento pelo uso da água. Seu objetivo é dar ao usuário uma indicação do real valor da água; incentivar o uso racional da água e obter recursos financeiros para recuperação das bacias hidrográficas do País. A Cobrança não é um imposto, mas uma remuneração pelo uso de um bem público. Os recursos arrecadados são usados para a recuperação das bacias hidrográficas do país. Mais sobre Cobrança: http://www2.ana.gov.br/Paginas/imprensa/Video.aspx?id_video=85

Investimentos
São atitudes que buscam melhorar a qualidade e a quantidade da água. Elas têm custo!

  • Mata ciliar: O jogador poderá plantar árvores nas margens dos rios. A vegetação protege o rio e funciona como barreira, protegendo a qualidade da água, uma vez que evita que as impurezas cheguem aos rios. Ainda preservam a margem da erosão e assoreamento. No jogo, o plantio de Mata Ciliar é um investimento está ligado diretamente a melhora da qualidade e quantidade de água.
  • Estações de Tratamento de esgoto (ETE): É  uma unidade operacional que remove os poluentes do esgoto por meio de processos físicos, químicos e biológicos, devolvendo ao ambiente o esgoto tratado. No jogo você pode implantar uma rede de ETE's em uma determinada área, com o objetivo de remover os poluentes. Seu benefício está ligado a melhoria da qualidade da água.
  • Barraginha: reservatório (mini açude) construído para o controle de enxurradas por meio da coleta da água da chuva que escorre em excesso. Como a água fica retida, tem mais tempo para infiltrar, o que auxilia na recarga de lençóis freáticos. Gera umidade em seu entorno, o que proporciona uma melhora na qualidade do solo, favorecendo o plantio e, com isso, a sustentabilidade de famílias rurais. No jogo seu benefício está relacionado ao aumento da quantidade da água. 

DICA: Como manter os indicadores em níveis satisfatórios?

  • Para melhorar a Qualidade da água, use ferramentas como Mata ciliar, Barraginhas e Estações de Tratamento de Esgoto.
  • Para controlar a Quantidade de água, use itens como a outorga, cobrança e fiscalização.
  • Para ter Dinheiro em caixa, aplique a cobrança e fiscalização e libere novos empreendimentos. Mensalmente entrarão recursos financeiros (dinheiro) na sua conta. 

Por exemplo: se o jogador identificar que uma indústria está consumindo muita água e poluindo, pode utilizar os instrumentos da Política Nacional de Recursos Hídricos disponibilizados (fiscalização, cobrança e outorga). Nesse caso, uma possibilidade é retirar a outorga, que é o direito de uso, até que a indústria faça a regularização. 

Fique alerta e esteja preparado! Durante o jogo acontecem eventos inesperados, como estiagem e inundações, que afetam negativamente os indicadores de qualidade e quantidade de água e o Caixa.

Eventos inesperados                                                                                                                                                                                                                      
Fique alerta e esteja preparado! Durante o jogo acontecem eventos inesperados, como estiagem e inundações, que afetam negativamente os indicadores de qualidade e quantidade de água e o Caixa.

Ranking
O conjunto de investimentos e decisões tomadas, formam a pontuação final do jogador.

Gerenciar de forma sustentável, os recursos hídricos de uma bacia hidrográfica, lidando com conflitos e dificuldades relacionados ao uso e conservação das águas, não é fácil! Mas acreditamos que essas dicas sejam o suficiente para alcançar uma excelente pontuação. Desejamos um bom jogo!